Quarentena ano 2, dia X-tp7. Curitiba

Estamos no segundo ano de pandemia, quase completando dois anos de pandemia. Tem variantes novas muito mais transmissíveis vindo e obviamente o super vetor do Brasil não fechou o país, de novo, para que viajantes infectados chegassem aquí tranquilos pronto pra festas e um diagnóstico positivo de covid…

Precisei contar o saldo desse pandemônio. Além de todos os problemas de saúde, desesperos, vontade de não existir… Produzi minha arte, incluir a primeira publicada com meu namorado, aprendi a cozinhar, voltei pra dança, voltei pra yoga, tenho um grupo muito mais fortalecido, aprendi a bordar e sei que quero ficar um bom tempo sem precisar usar fones de ouvido durante as férias que se os deuses permitirem virá logo.

Então quando a Simone perguntar o que eu fiz… Eu fiz coisa pra caralho esse ano. Mal acredito que já estamos nos últimos dias de novembro, ontem ainda era 2019, não tive tempo nem de me recuperar de 2020 e acho que nunca me recuperarei. Vem 2022! Vem #forabolsonaro