Retorno;

A tinta da caneta seca na ponta entre meus dedos ansiosos por escrever, minha mente flutua rápido demais de um tema pra outro. Tentando um foco, um retorno ao mundo da escrita, minha bebida esfria no copo e já intragável tomo de um gole só pra que a tortura acabe logo… Ledo engano, acabou de começar. Quero escrever tanto, falar mais ainda… Não consigo, afogo-me nessa maré de idéias e sensações. Em breve volto, com pedido de desculpas e desabafos…